6 razões pelas quais você não chega onde deseja

 

Seja na vida pessoal ou profissional (ou em ambas), todas nós temos objetivos que gostaríamos de alcançar, mas a maioria de nós não chega a realizar o que deseja. Especialmente quando vai chegando o final do ano, planejamos, mentalizamos e, ao final do ano seguinte, nada! Isso é desmotivador e pode nos fazer sentir como verdadeiros fracassos. E, enquanto algumas pessoas se sentem motivadas a continuar tentando cada vez que falham (sim, eu conheço pessoas assim), a maioria simplesmente vai desistindo aos pouquinhos (eu sou uma dessas). Afinal, para que suar na esteira se não vamos perder nem 100 gramas? Para que nos privarmos daquela sobremesa deliciosa se o resultado na balança amanhã será de mais 1 quilo?

 

Porque o objetivo de perder peso é tão comum para tantas de nós, este foi o exemplo que eu resolvi usar aqui. Mas a verdade é que isso pode acontecer em qualquer área da nossa vida, com qualquer coisa, desde usar menos o celular para pagar menos no final do mês (sem sucesso) até economizar para aquela tão sonhada viagem, que acaba nunca acontecendo porque alguma emergência de ultima hora nos obriga a lançar mão daquele dinheiro.

 

Difícil, né? Mas isso pode mudar! Pesquisadores dizem que existem formas de estabelecer objetivos de maneira mais eficiente e alcançar o que queremos. Aqui vão algumas dicas para mudar a nossa abordagem e alcançar nossos objetivos:

 

1. Você não se acredita realmente capaz de alcançar aquele objetivo.

 

Vamos voltar ao exemplo da perda de peso. Digamos que a vida inteira o seu peso médio foi 66 quilos para 1.72m de altura, mas você sempre sonhou não passar dos 60kg. Como nunca teve esse peso, você não tem a menor fé de que isso seja realmente possível, ou de que se alcançar este peso poderá mantê-lo no longo prazo. Segundo Bradley Foster, fundador da empresa Giant Steps Coaching, “o primeiro passo para alcançar um objetivo é acreditar que ele é possível. Você precisa acreditar não só no seu sonho como no processo que coloca em curso para chegar lá.” Se não acreditar, escolha outro objetivo, porque aquele não conseguirá alcançar mesmo. Uma forma de resolver esse dilema é: se for muito difícil acreditar que algo que deseja é possível, olhe a sua volta, busque algo que parecia completamente improvável e, no entanto, está lá. Aquilo, seja o que for, também começou com um desejo, um pensamento. E qualquer outro desejo ou pensamento pode se materializar da mesma forma.

 

2. Não existe nenhuma relação entre aquilo que você quer e o contexto geral da sua vida, ou entre aquilo que você quer e aquilo que você faz.

 

Se aquilo que você quer não tiver um significado maior para você dentro do contexto da sua existência, será mais difícil tomar as atitudes e decisões certas para chegar onde deseja. Em outras palavras, seja qual for o seu objetivo, ele precisa estar imbuído de significado para você. Assim você consegue encurtar a distância entre onde está e onde deseja chegar. Voltando ao exemplo da perda de peso, por exemplo, o que pode ajuda-la a tomar as decisões corretas para chegar onde quer é definir porque deseja alcançar tal peso. O que alcançar aquele peso trará a longo prazo e que diferença fará para você dentro do contexto total da sua vida? Seja o mais específica possível ao enumerar os benefícios. Exemplos incluem: porque eu tenho histórico de doença cardíaca na família, perder peso reduzirá meus riscos e aumentará minha longevidade, o que me permitirá ir ao casamento da minha filha/neta/sobrinha, etc.

 

3. Você não está estabelecendo metas corretas nem mini-metas

 

Alcançar objetivos tem tudo a ver com as metas que você coloca para você. Se você não estabelecer metas corretas ou mini-metas, as chances de não chegar onde quer são grandes. Por exemplo, ao invés de determinar que vai perder 10 quilos em 2 meses, estabeleça quantos quilos vai perder por semana para chegar aos 10 quilos ao final do período desejado. Quais as vantagens disso? Primeiro, você terá oportunidade de celebrar pequenas conquistas ao longo do caminho, o que aumentará a sua motivação. Segundo, caso não esteja alcançando seus objetivos intermediários, terá uma oportunidade de rever suas ações e estratégias, e poderá ajustar o curso para garantir o alcance do resultado final.

 

4. Você não reavalia seu objetivo e o seu processo ao longo do caminho.

 

O fato de você ter estabelecido um objetivo inicialmente não significa que aquele objetivo não possa ser revisto e modificado ao longo do caminho. Como assim? Ora, tem coisas que a gente só sabe mesmo se quer ou se combina com a gente uma vez que a gente começa a fazer. Por exemplo, tem gente que sonha em ter um blog conhecido sobre moda, mas não começa a escrever nunca. Até que um dia decide colocar aquele objetivo no papel e começa a escrever... só para descobrir que tem horror à obrigação de escrever com a frequência que ter um blog conhecido exige. O que fazer neste caso? Continuar em busca do objetivo inicialmente traçado, ainda que ele te faça infeliz? Claro que não! Revisar! Que tal ter um blog sobre moda sem qualquer obrigação de criação de audiência? Assim você pode escrever quando tiver vontade.

 

5. Medo do sucesso.

 

Embora estranho, esse problema é mais comum do que se imagina. Existem muitas razões inconscientes para que as pessoas temam o sucesso e se autoboicotem sem se dar conta disso. Por exemplo, alcançar o sucesso em algo que se faz pode desestabilizar relacionamentos amorosos (o parceiro se sente ameaçado e diminuído por você), desestabilizar amizades (amigas se afastam por inveja, até inconsciente), bagunça a nossa rotina (exige que trabalhemos mais para manter o que alcançamos e continuar crescendo) e pode trazer o medo da queda, uma vez alcançado o “estrelato”. Então, por medo de algum dia não conseguir se manter no topo, melhor nem começar a subir a montanha. Certo? Errado! E existem várias maneiras de superar esse medo. Comece visualizando o que ser bem-sucedida significa para você: como você se vestiria? Como organizaria seus dias? Isso pode ajuda-la a ir se familiarizando com a ideia. Uma outra sugestão é criar uma biblioteca sobre o sucesso, com frases motivacionais, ditos e eventos positivos que aconteceram em sua carreira. Esta biblioteca tem basicamente dois objetivos: mantê-la motivada e te lembrar que o sucesso é possível porque você já o alcançou antes.

 

6. Você não prioriza o sucesso.

 

Ser bem-sucedida requer dedicação e esforço. E as vezes a gente quer o resultado, mas não quer ter o trabalho que requer chegar lá. Neste caso, tenha certeza de que nada vai acontecer. Toda pessoa bem-sucedida fala das coisas que tiveram que renunciar, dos “nãos” que tiveram que superar, das rejeições que tiveram que enfrentar para que um dia uma pequena janela de oportunidade se abrisse e eles conseguissem chegar lá. Com você não será diferente. Se não priorizar a execução dos projetos que vão aproxima-la dos seus objetivos e não investir em você mesma, sucesso será só mais uma palavra no seu vocabulário.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload